Como Escolher Uma Consultoria Para Realizar a Formatação da Sua Franquia

Apesar dos quase 20 anos em processo de expansão no Brasil, ainda são poucos os empreendedores que sabem como escolher uma consultoria para realizar a formatação de da sua franquia.

Isso não significa desinformação ou amadorismo dos empresários que desejam franquear.

É apenas um reflexo da vontade de fazer acontecer de forma rápida.

Essa ideia se justifica se olharmos os números do setor de franchising no Brasil!

Dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising) mostram um aumento de quase 400% nos lucros do setor de 2004 a 2014, saltando dos irrisórios R$ 31 bilhões para os impressionantes R$ 127 bilhões no período.

E mais: Em 2017 os números já apontavam para um montante de mais de R$ 163 bilhões de reais, levando em consideração as cerca de 142 franquias espalhadas por 100 países –  o que coloca o Brasil, definitivamente, na chamada 4ª geração do franchising, já apelidada de “A Era do Learning Network” (algo como “Rede de Aprendizado”).

Nesse novo contexto, diferentemente do que ocorria no passado, o franqueador assume um papel mais ativo na operação.

Agora ele não é mais apenas uma entidade passiva, que apenas cede, de forma ainda tímida, o seu Know-how e reputação aos interessados em dar continuidade (ou não) à sua história de sucesso.

Nessa 4ª geração do franchising as relações entre franqueador e franqueado tornam-se mais estreitas.

Ambos agora formam quase que uma sociedade, fazem um pacto mútuo, que deverá estender-se enquanto o nome da empresa estiver sendo utilizado.

Mas por que contratar uma consultoria para realizar a formatação da sua franquia?

A importância de se recorrer aos serviços de uma consultoria na hora de realizar a formatação da sua franquia está no fato de que os profissionais envolvidos possuem todo um cabedal de conhecimentos no ramo, e que será todo ele disponibilizado a você durante a construção do projeto.

Um consultoria conhece – muitas vezes após 10, 20 ou até 30 anos de erros e acertos –  todos os meandros do franchising; desde os primeiros passos, passando pelo projeto e formatação, até chegar à ampliação do negócio, inclusive para mercados no exterior.

Mas para que você acerte na escolha da empresa; e não acabe tornando o sonho de abrir uma franquia em uma verdadeira dor de cabeça; será necessário atentar para alguns fatores que deverão ser levados em consideração:

1.Esteja certo do modelo que pretende utilizar

Uma das funções de uma consultoria de franquias é auxiliar você a difinir o seu modelo de franquia, baseado nas suas ambições (mercado interno, estrangeiro, etc), segmento de atuação (vestuário, alimentação, eletrodoméstico, etc), projeção de faturamento, entre outros fatores determinantes.

Com base nisso, a empresa irá colocar no papel a realidade!

Quais as suas chances de atingir determinado patamar, as taxas e encargos que deverá cobrar do franqueado, margens de lucros que terá, entre outras informações que refletirão a realidade do setor que pretende explorar.

Uma consultora também será responsável por analisar a inserção da sua empresa dentro do segmento.

Com isso será possível determinar se a expansão por meio de uma rede de franquias poderá comprometer ou sedimentar a sua reputação.

2.Informe-se sobre como a empresa atua tecnicamente

Atuação técnica de uma consultoria de franquias

Uma outra preocupação que se deve ter na hora de escolher uma consultoria para realizar a formatação da sua franquia diz respeito aos instrumentos técnicos com os quais ela trabalha.

Uma boa empresa de consultoria em franchising deverá ser capaz de produzir manuais técnicos com todas as informações sobre os procedimentos internos da sua empresa.

É a partir desse manual que o franqueado saberá o que replicar, como a empresa obteve a sua reputação, o que não poderá fazer, entre outras informações que serão necessárias, inclusive, para que você o ajude a escolher a localização do imóvel, o seu desenho arquitetônico, formas de gestão, entre outros detalhes que deverão enquadrar-se no seu perfil.

3.Conheça a reputação da consultoria

Mas para que a formatação da sua franquia ocorra a contento, não há dúvidas de que é preciso que a empresa consultora realmente possua também ela um Know-how a oferecer.

Logo, você precisará de informações como: o seu tempo de atuação no mercado, empresas para as quais fez consultoria, o grau de qualificação dos consultores, além do nível de satisfação dos clientes franqueados.

Aqui vale a dica de observar a reputação da consultora até mesmo nas redes sociais.

Esse tipo de avaliação é espontânea, imediata e em quantidades suficientes para que se extraia delas a porcentagem de avaliações positivas.

4.Saiba se a consultoria oferece apoio jurídico

A Lei de Franchising é a 8.955/94. Entre outras preocupações, ela determina os caminhos que deverão seguir os representantes do setor jurídico no que diz respeito a todos os passos que devem ser dados por você.

Mas ela também fornece instrumentos para que a empresa de consultoria oriente ambos os interessados a levarem esse projeto a bom termo.

A COF (Circular de Oferta de Franquias), por exemplo, é um documento que contém todas as informações sobre a sua empresa, e ela deverá ser entregue ao franqueado, juntamente com um pré-contrato, o contrato definitivo, entre outros documentos.

E uma boa consultoria de franquias sabe exatamente quais são as exigências legais e de mercado que cada documento possui, fornecendo todos os subsídios para que esses documentos sejam elaborados corretamente.

Como está o segmento de franquias no Brasil

De acordo com dados da ABF, o segmento de franquias no Brasil vai muito bem, obrigado!

Com o advento do séc. XXI, o setor entrou, definitivamente, em um processo de crescimento.

Ele saiu de pouco mais de R$30 bilhões de reais em lucros em 2004, passou para um significativo faturamento em 2014 de pouco mais de R$ 127 bilhões de lucros, até chegar em 2016 com mais de R$ 150 bilhões de reais.

Calcula-se que o setor de franquias venha apresentando um crescimento em média de 8% de 2004 para cá; e só em 2017 o montante de R$ 163.3 bilhões de reais foi um recorde comemorado – e com entusiasmo! –  pelos envolvidos no ramo de franchising no país.

O número de unidades franqueadas também aumentou.

O percentual de aumento gira em torno de 2 e 2,5% nesse mesmo período, enquanto o número de empregos (em plena recessão 2015/2016)  subiu cerca de 1% – números animadores, principalmente quando se compara com o recuo entre 2,8% e 3,4% do setor de serviços na cidade de São Paulo nesse mesmo período.

Para a ABF, esse quadro representa um estímulo àqueles que desejam seguir por esse caminho tão original e cheio de singularidades. E motivo mais do que suficiente para que saber como escolher uma consultoria para realizar a formatação de uma franquia seja um dos elementos garantidores de sucesso nesse tipo de empreendimento.

Esse artigo foi útil? Tirou as suas dúvidas? Deixe a resposta na forma de um comentário. E continue compartilhando as nossas publicações.



Deixe uma resposta

Este site usa cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.
WhatsApp chat